Curiosidades
Pimenta faz bem a saúde?
pimenta-faz-bem-saude
0 Flares 0 Flares ×

s pimentas são estimulantes do apetite e auxiliares da digestão. Sua ingestão aumenta a salivação e estimula a secreção gástrica e a motilidade gastrointestinal, dando uma sensação de bem-estar após a ingestão. Quando são adicionadas em pequenas porções aos alimentos, desencadeiam sensação prazerosa de quentura e ardência (pungência) na boca e aumento da salivação e, quando consumidas em quantidades maiores, produzem transpiração, principalmente na testa e no pescoço.

Os nutrientes (proteínas, glicídios, lipídios, minerais, vitaminas, água e celulose ou fibras). Quando em proporções  adequadas na dieta, são capazes de assegurar a manutenção das funções vitais do organismo, suprindo as suas necessidades de produção de energia, de elaboração e manutenção tecidual e de equilíbrio biológico. Todos esses componentes são encontrados nos frutos de Capsicum em quantidades variáveis. Alguns conferem valor nutricional às pimentas e aos pimentões.

Outros, ditos funcionais, respondem por outras propriedades e aplicações dos frutos de Capsicum: os cetocarotenóides, pelos corantes vermelhos da páprica; capsaicina, pela pungência das pimentas picantes; e as pirazinas, pelo aroma característico do pimentão e de outras variedades de Capsicum. Alguns benefícios associados ao uso continuado de pimentas picantes foram verificados em grupos étnicos. O uso regular de pimenta picante na Tailândia e na África foi considerado fator responsável pelo menor nível de fibrina no sangue (componente que participa da formação do trombo) e baixa incidência de tromboembolismo nas populações daqueles países, ao contrário do observado com caucasianos, de hábito alimentar diferente. A partir da década de 80, foi descrita a atividade anticoagulante “in vitro” da capsaicina.

Os frutos de Capsicum são fontes importantes de três antioxidantes naturais: a vitamina C, os carotenóides e a vitamina E. Há evidencias de que os antioxidantes previnem doenças degenerativas como o câncer, as doenças cardiovasculares, a catarata, o mal-de-Parkinson e o mal-de-Alzheimer, por seqüestrarem radicais livres.

As pimentas doces e os pimentões possuem alto teor de vitamina C. (A vitamina C foi inicialmente isolada da páprica pelo bioquímico húngaro Albert Szent Gyorgi que, por tal descoberta, foi agraciado com o premio Nobel de Medicina de 1973.) A páprica possui maior teor de vitamina C do que as frutas cítricas; algumas variedades de pimentão possuem até 340 miligramas por 100 gramas. Um fruto de pimentão vermelho possui quantidade de vitamina C (180 miligramas por 100 gramas) suficiente para suprir as necessidades diárias de até seis pessoas. É importante ressaltar que, na secagem, os frutos perdem praticamente toda a vitamina C, e no cozimento a perda é de cerca de 60%.

Os frutos de Capsicum são também fontes de vitaminas do complexo B (tiamina, riboflavina,niacina, B-6, e ácido fólico) e de vitamina A. O pimentão vermelho contém 650 microgramas (ug) de retinol por 100 gramas de parte comestível, quantidade próxima da necessidade diária de um adulto, que é estimada em 750 microgramas. Algumas variedades podem apresentar de 3 a 10 miligramas de vitamina E por 100 gramas de parte comestível. (As necessidades nutricionais de vitamina E foram fixadas em 10 miligramas para pessoa adulta).

Os frutos maduros de diferentes variedades de pimentas concentram altas qualidades de carotenóides. As pimentas doces são amplamente usadas como corantes naturais, na forma de extratos concentrados (oleorresinas) e de pó (colorau ou pápricas). A pimenta vermelha é uma das hortaliças mais ricas em betacaroteno e betacriptoxantina, carotenóides com importante valor nutricional devido à provitamina A.

Carboidratos são componentes predominantes nos frutos de Capsicum; a frutose é o principal açúcar. Frutose e glicose perfazem juntos cerca de 70% dos açúcares redutores. Todas as variedades contem baixa caloria; as pimentas vermelhas possuem entre 40 kcal a 15 kcal por 100 gramas de parte comestível. O conteúdo de cinzas totais de pimentas e pimentões é o mesmo freqüentemente encontrado em outros frutos, sendo que a maior parte é solúvel em água, o que indica ser uma fonte de minerais, dentre os quais sobressaem potássio, fósforo, magnésio e cálcio. Dentre os ácidos graxos que compõem o óleo extraído do pericarpo das pimentas, os ácidos insaturados, linoléico e linolênico são os mais representativos. Nutricionalmente, esta é uma característica favorável para as pimentas, pois os ácidos graxos insaturados são essenciais à nossa dieta, enquanto que os saturados podem ser nocivos à nossa saúde.

Os frutos de Capsicum são, ainda, fontes importantes de fibra, elementos essenciais no processo de digestão e que previnem problemas intestinais e reduzem o desenvolvimento de divertículos e de câncer do intestino grosso.

0

Sobre o autor

Pimenta do Jamal

Jamal Suleiman é médico infectologista há 30 anos, com publicações em revistas médicas nacionais e internacionais e cujo hobby é cozinhar. Deste hobby culinário surge uma paixão: PIMENTAS!

5-coisas-que-voce-nao-sabia-sobre-as-pimentas

5 coisas que você não sabia sobre as pimentas

s pimentas são estimulantes do apetite e auxiliar...

Read more
geleia-de-pimenta-combina-com-o-que

Geleia de pimenta combina com o quê?

s pimentas são estimulantes do apetite e auxiliar...

Read more
beneficios-pimenta-vermelha

5 benefícios das pimentas vermelhas

s pimentas são estimulantes do apetite e auxiliar...

Read more
0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

banner-frete-gratis